segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Tenho dor em mim
E sinto-me sufocar
Já tentei o possível
Cheguei até a implorar.
Não sei mais que fazer
Seja por mim ou por ti;
Quero finalizar este encontro
Não relembrar.
É sempre o mesmo
Dia após dia
Até que o hábito
Acabe com esta minha melancolia.

5 comentários:

Lego disse...

angustiante e belo. Ai já é dia 3. Vcs preveêm o futuro?

Leonor disse...

Penso que não.

E. O. disse...

os teus poemas continuam a ser espelhos de uma realidade que conheço demasiado bem... inverto a ordem do comentário de cima: belo e angustiante. exasperante. mas belo.

victor voers disse...

ou talvez devesse tentar uma especie de reversão, com os colhidos transformados em frutos vivos e ainda novos, em suas proprias casas-arvores,
gostei.

Moon princess* disse...

Olá amiga...algum tempo que não nos falámos.
Gostava que soubesses que vou voltar ao meu blog e que preciso muito das tuas palavras!
Vejo que paraste de escrever..espero que voltes!
Gosto muito de ti!